Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA

26 de jun de 2017

RODAM quer aumento - mas especialista lembra algumas situações/Uruguaiana

Segundo especialista em transporte urbano de passageiro a RODAM estaria realizando apenas duas viagens em 90 minutos - quando deveria cumprir o itinerário três vezes neste mesmo período. Uma a cada 30 minutos. Apenas com esta forma de operar estaria reduzindo em um terço os quilômetros rodados e computados para cálculo de tarifa. 
E não é só isso: o movimento diário que girava em torno dos 11 mil passageiros caiu para seis mil. Entre os motivos: o próprio atraso, além dos meios alternativos como mototáxi, carros ou mesmo - dependendo da distância - a pé.  
Logo, pensar muito sobre tarifa e os valores cobrados. 
*RODAM propõe R$ 2,80 como nova tarifa. 

Studio na Colab55

Pai estupra filha de 11 anos - todo cuidado e alerta é pouco! Uruguaiana

Na União das Vilas, entorno do CAIC, um pai estuprou a filha de 11 anos. O criminoso fugiu e a polícia investiga  o caso.
*A família, principalmente a mãe, devem sempre estar ligadas à conduta do pai ou parente próximo das crianças. O mais grave: caso como este não é novidade e a maioria deles envolvendo abuso a menores o agressor - estúpido - está dentro de casa.
Studio na Colab55

Rios da Fronteira baixam - problemas crescem nas áreas ribeirinhas/Correio do Povo 26.06

Studio na Colab55

Caminhada pede justiça e pergunta: Cadê o corpo de Patrícia dos Santos?/Uruguaiana

O final de semana em Uruguaiana foi de sentimento, dor e questionamentos. No início da noite de sábado dezenas de pessoas, portanto faixas, cartazes e camisetas estampadas com fotos de Patrícia se concentraram na praça da antiga Viação Férrea, centro da cidade, e partiram em Caminhada de Solidariedade e Protesto apelando por justiça e esclarecimentos que pudessem levar às causas da morte e o paradeiro do corpo da jovem Patrícia “Winckler” Pinto dos Santos, 17 anos, desaparecida desde a madrugada de sete de outubro de 2016.
Ela e uma amiga teriam ido a um baile naquela noite, e nunca mais retornou. Segundo diligências coordenadas pelo delegado Enio Tassi, Patrícia foi mesmo morta por dois homens – Anderson Pinto (Xexéu) e Rodrigo Kunzler, ambos presos e indiciados em inquérito enviado ao MP. Há também uma jovem denunciada, esta pelo Ministério Público. Porém, o corpo até hoje não foi localizado e as buscas estão mantidas pela polícia a partir de pistas e informações que chegam a toda hora à DP.  
 A mãe da vítima, Regina Pinto, durante o ato disse que a intenção principal foi de alertar e conscientizar a sociedade e famílias que prestem mais atenção aos filhos e suas amizades - verdadeira razão para ela da “possível” morte da filha Patrícia. “Sempre mantenho um fio de esperança, embora tudo indique para o pior”, desabafa. Ao final, o grupo soltou balões brancos e pretos em frente à Catedral Senhora de Sant’Ana, na praça Barão do Rio Branco e participou de Missa em intenção à jovem. Há nove meses Regina diz estar vivendo um pesadelo sem fim, conclui.



Studio na Colab55

25 de jun de 2017

25 de junho: Dia Mundial do Vitiligo



O vitiligo é uma doença que acomete aproximadamente 0,5% da população mundial, sendo caracterizado pela perda da pigmentação da pele. As lesões se formam devido à diminuição ou ausência de melanócitos (células responsáveis pela formação da melanina, pigmento que dá cor à pele) nos locais afetados. As causas da doença ainda não estão claramente estabelecidas, mas diversos fenômenos autoimunes estão associados ao vitiligo. Além disso, alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores que desencadeiam ou agravam a doença.

Dr. Caio Cesar Silva de Castro, Médico Dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, lembra que “o vitiligo não é contagioso”. Além disso, reforça que “para obter sucesso no tratamento, é importante que a consulta ao médico dermatologista, para diagnóstico e tratamento, seja realizada precocemente”.
A doença é caracterizada por lesões cutâneas hipopigmentadas, ou seja, manchas brancas na pele com uma distribuição característica. O tamanho das manchas é variável. O vitiligo possui diversas opções terapêuticas, que variam conforme o quadro clínico de cada paciente.

A maioria dos pacientes de vitiligo não manifesta qualquer sintoma além do surgimento de manchas brancas na pele. Em alguns casos, relatam sentir sensibilidade e leve coceira na área afetada. Entretanto, uma grande preocupação dos dermatologistas são os sintomas emocionais que os pacientes podem desenvolver em decorrência da doença.
Mesmo não havendo cura, muitos pacientes podem repigmentar totalmente e se manter estáveis por longo prazo.
O tratamento do vitiligo é individualizado e deve ser discutido com um médico dermatologista, conforme as características de cada paciente. Os resultados podem variar consideravelmente entre uma pessoa e outra. Por isso, somente um profissional qualificado pode indicar a melhor opção.

Prevenção
Pacientes devem evitar fatores que possam precipitar o aparecimento de novas lesões ou acentuar as já existentes, como usar roupas apertadas, ou que provoquem atrito ou pressão sobre a pele, e diminuir a exposição solar. Controlar o estresse é outra medida bem-vinda.
As lesões provocadas pela doença, não raro, impactam significativamente na qualidade de vida, na autoestima e interferem com as interações sociais. Por isso, na maioria casos, recomenda-se o acompanhamento psicológico, que pode ter efeito bastante positivo nos resultados do tratamento.


Studio na Colab55