Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: História do Brasil, por Gabriel Novis Neves

18 de dez de 2014

História do Brasil, por Gabriel Novis Neves


Após a última redemocratização com o frustrante desaparecimento do Doutor Tancredo Neves, anotamos vários episódios que marcaram a nossa recente história. 
Um de seus principais personagens foi o motorista do pequeno automóvel Elba do Presidente da República de então. 
Os anões do Orçamento. Renúncias de importantes políticos do Congresso Nacional para prevenção de uma sumária cassação por atos ilícitos. O mensalão. 
E agora, o escândalo da Petrobras, com a geóloga Venina jogando uma pá de cal no cadáver insepulto da ex-grande empresa. 
Mulher corajosa essa funcionária de carreira da estatal, outrora orgulho de todo brasileiro. 
De origem humilde, essa moça, nascida no subúrbio da cidade do Rio de Janeiro, por mérito pessoal, galgou os escalões superiores da dilapidada empresa de petróleo. 
Negou-se a participar do sofisticado e engenhoso esquema de corrupção que passava pelo seu setor de controle. 
Sofreu represálias dos seus superiores que a acusaram de traidora e covarde, segundo divulgação dos seus emails confidenciais, encaminhados, sempre em caráter de urgência, à alta direção da estatal. 
Como prêmio pelo seu “incompreensível” comportamento ético e coragem para alertar seus superiores das bandalheiras existentes, foi mandada para a Ásia chefiar um escritório da multinacional brasileira. 
Lá constatou também irregularidades nos contratos e mais uma vez fez ciência do fato às nossas autoridades. Como resposta foi designada a deixar a chefia do escritório para fazer um curso de especialização. 
Concluída essa etapa, veio recambiada para o Brasil e perdeu o cargo comissionado. 
Assim mesmo continuou alertando aos altos escalões da empresa sobre as inúmeras irregularidades, cada vez cometidas em escalas crescentes. 
Nada de resposta. Ameaçada de morte entrou de licença médica. 
Sua confidencial correspondência foi divulgada por uma revista de circulação nacional, e causou revolta nos pagadores de impostos elevadíssimos e salários achatados. 
A sujeira inundou este país.  Dias escuros nos esperam quando a geóloga for interrogada pelo Ministério Público. 
A expectativa é de uma catástrofe com mudanças profundas no desgastado cenário político brasileiro, com um Congresso desmoralizado e o Executivo fragilizado. 
A população, descrente dos seus líderes e instituições, exige uma solução ética, com punição exemplar para os assaltantes do erário público. 
O que o povo almeja é, simplesmente, que a lei seja cumprida! 

Nenhum comentário: