Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: A torre (ou quem “bejô”, “bejô”)

15 de ago de 2015

A torre (ou quem “bejô”, “bejô”)

Aterro 150714 032 fitas delirio finas

 A torre (ou quem “bejô”, “bejô”)

Ela me encarava e eu olhava pra ela. Me desafiava. Meio de banda. Esbarramo-nos cada uma das muitas vezes que cruzava a avenida. Depois do segundo recuo de bateria antes da Apoteose estava encravada do lado esquerdo e se projetava sobre a pista nove metros, setenta e cinco centímetros abaixo.
Desfile vem, desfile vai, ensaios técnicos também. Um dia, depois de alguns carnavais, comecei a engendrar uma estratégia para escalar a estrutura abusada. Foi engraçado porque o problema nunca foi o eu encontraria lá em cima. Tinha certeza que a proteção seria segura. Quem colocaria em risco a vida de fotógrafos e câmeras que passavam os carnavais empoleirados no alto da passarela suspensa?
Para subir tinha que ter fôlego.
Clique AQUI para prosseguir a leitura
E3- ILUSTRADO - SABADO 15-08-2015
Edição Enock Cavalcanti
Diagramação Nei Ferraz Melo

Nenhum comentário: