Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Ruim, por Gabriel Novis Neves

18 de ago de 2015

Ruim, por Gabriel Novis Neves

Ruim
Apenas 7.7% da população brasileira veem com bons olhos o governo da presidente da República. Isso demonstra o triste beco sem saída em que ela e seu partido se meteram.  
Maior demonstração de incompetência política não existe! 
E, o pior, é que seu partido, para salvar a pele, afirma que não tem nada a ver com tudo isso que está aí. 
A própria presidente da República, depois de muito tempo, já admite que a economia enfrenta dificuldades, e não fica nem corada em classificá-las como passageiras. 
Com todo seu sobrenatural, ainda coloca a responsabilidade da sua incompetência na inflação fora de controle, no aumento de desemprego, na redução do consumo e no desajuste das contas públicas por conta das crises internacionais e condições climáticas desfavoráveis (!). 
No início da crise internacional em 2008, com o estouro da bolha imobiliária nos Estados Unidos da América do Norte (USA), a administração de então ensaiou os primeiros passos para substituir o modelo econômico liberal herdado da administração FHC, pelo da crescente intervenção estatal na vida econômica. 
Chegou em 2011 com toda força esse modelo político, saindo de cena o mercado e entrando o Estado. 
A Presidente pensou que, até que enfim, tinha um modelo político em que poderia gastar mais à vontade.  
Quando percebeu que fez tudo errado, chamou o liberal Joaquim Levy, consagrado banqueiro internacional, para colocar ordem nas contas do governo e começar tudo de novo. 
Era tarde demais. 
Os partidos políticos, que outrora a apoiaram, iniciaram a abandonar o barco sem rumo. 
Até o fisiológico PMDB, partido do vice-presidente, está pensando em deixar o governo. 
Quer quadro pior que este?

Nenhum comentário: