Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Credibilidade da informação, por Gabriel Novis Neves

2 de nov de 2015

Credibilidade da informação, por Gabriel Novis Neves


Credibilidade da informação 

Para quem escreve em veículos de comunicação de massa é um prazer contar a uma pessoa alguma coisa que ela não saiba. 
Isso deve ser mais importante que o salário e, mais ainda, a vaidade. 
Infelizmente, a economia do jornalismo é uma arte que combina publicidade e circulação do jornal. 
Fica, nessa situação, ameaçada a missão do prazer, com menos jornalistas empregados também. 
Outro fator importante a considerar é quando notícias não agradam os mandatários temporários do poder. 
Mesmo com todas essas dificuldades, especialmente em nações não acostumadas com o livre pensamento, o jornalismo continua relevante. 
O jornalista ético tem de saber escutar suas fontes e divulgar somente as confiáveis.  
A chave para os jornalistas do século XXI é a credibilidade. 
Vivemos em um mundo dominado pela Internet, em que todo mundo pode falar o que bem entender. 
Neste cenário aumenta a responsabilidade do jornalista de publicar a notícia mais correta e ser o mais justo e honesto possível. 
O leitor fica cada vez mais exigente com a qualidade daquilo que lhe é ofertado em informação, aumentando a confiança no órgão da imprensa.
Publicar o verídico é mais importante do que publicar rápido. Às vezes é possível fazer as duas coisas ao mesmo tempo. 
O grande problema é como financiar o jornal ideal. 
Nos Estados Unidos as pessoas gastam para assistir televisão a cabo, como em grande parte do mundo, inclusive aqui no Brasil. 
É a chamada TV paga, onde excelentes programas são ofertados. 
Por que então não pagar uma taxa extra para ler uma coluna diferenciada no jornal? 
Para isso é necessário não depender de verbas publicitárias de governos, e sim, investir em bons profissionais que farão com que seja aumentada a tiragem do bom jornal. 
Em longo prazo o benefício será contar com uma equipe altamente qualificada e sempre compromissada com o melhor conteúdo jornalístico. 
Gene Policinski, jornalista americano e defensor dessa tese, em seu depoimento sobre o futuro do jornal, afirmou que a credibilidade é o marcador do jornalismo do século XXI.

Nenhum comentário: