Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Primavera, por Gabriel Novis Neves

24 de out de 2014

Primavera, por Gabriel Novis Neves


Primavera 
Estamos no início da primavera. 
Com tristeza constato que o ar adocicado pelas flores e a beleza primaveril, com seus pássaros e céu azulado, estão sendo ofuscados pela baixaria política. 
Impossível não se contaminar com tanta sujeira moral que nos chegam pelos meios de comunicação. 
O custo de um mandato majoritário é alto, tanto financeiro, quanto moralmente. 
Eu me pergunto: será que vale a pena, por apenas quatro anos de mordomia e saciedade de vaidades, ter a vida totalmente desconstruída? 
Os que passaram por esses cargos venderam caro a honra enlameada. 
Temos de reconstruir esta nação começando por uma ampla e profunda reforma eleitoral. 
Esse sistema que está aí, não é nem democrático, tampouco republicano. 
O nosso Congresso Nacional está cheio de suplentes ocupando a vaga dos titulares, estes sim, legítimos representantes do povo. 
Congresso sem legitimidade popular não existe em países democráticos. 
O tal do “rodízio” entre parlamentares sem voto é um vulgar desrespeito à nossa população, deixando claro o caminho para se chegar lá. 
As estatísticas internacionais de credibilidade só servem para nos envergonhar. Precisamos acordar para o necessário e já tardio salto para o desenvolvimento. 
Países pobres como a Coreia do Sul e China já nos passaram econômica e socialmente. 
Países minúsculos, mesmo os do MERCOSUL, nos dão aulas de qualidade de vida, tendo como principal, e às vezes única fonte de riqueza, o conhecimento. 
O gigante adormecido continua no seu sono profundo de falsas fantasias. 
Se o povo se conscientizasse de que ele pode romper com a mesmice continuada, creio que até o final do século vinte e um estaríamos no grupo das nações civilizadas. 
Falta-nos coragem! 

Nenhum comentário: