Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Beleza, por Gabriel Novis Neves

25 de jan de 2015

Beleza, por Gabriel Novis Neves

Desde os mais remotos tempos a beleza é enaltecida. Artistas, poetas e romancistas nos contaram através dos séculos o que eles consideravam belo. 
Tenho dificuldade em tratar desse assunto publicamente em artigos ou crônicas. 
Será que não fomos educados para reverenciar a Beleza? Será que este tema, culturalmente, está restrito somente aos poetas e artistas? Não sei. 
Lendo a “História da Beleza”, organização de Umberto Eco, me animei a escrever sobre o tema. 
Na nossa turma de Medicina tínhamos poucas colegas. O curso ainda mantinha características masculinas. 
Uma colega, porém, impactava o grupo, não só pela sua beleza física, como pelo conjunto da obra, comparável a um quadro de arte de artista consagrado. 
Sempre discreta e sorridente, a todos tratava com elegância, sabendo da imensa emoção que despertava em seus colegas. 
Não fazia distinção de classe social e era idolatrada pelo “baixo clero”. 
Despertava paixão e liberava dopamina por onde passava com a sua empatia e simplicidade cativantes. 
Sabia que representava o ideal de Beleza para aqueles jovens, na sua maioria do interior do Brasil. 
Possuía o que os líricos gregos chamavam de “um tipo de graça feminino”. 
Inibia os mais afoitos colegas a uma declaração aberta sobre a sua Beleza e o que ela representava para todos. 
Os tempos passaram. O grupo se desfez, mas a bela da turma continua linda como sempre. 
Mais sábia e amadurecida pelos embates da vida, manteve todos os ingredientes da juventude tornando-se uma mulher irresistível. 
Considero-a uma obra prima da natureza, pois o belo é arte e é eterno. 
A sua doce Beleza a imunizou das agruras da vida.sofridos.

Nenhum comentário: