Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Canseira, por Gabriel Novis Neves

24 de jan de 2015

Canseira, por Gabriel Novis Neves

O dólar disparou. A inflação aumentou. A violência, em todas as suas formas, está a nos preocupar. 
Os espaços da mídia são ocupados pelo terrorismo internacional, e os escândalos nacionais sempre em linha crescente. 
Ninguém está suportando tamanha carga negativa. O que resulta em um imenso cansaço mental. 
Sem motivações, a única alternativa que nos resta é a de uma parada em nossa caminhada para uma profunda reflexão sobre o futuro incerto que nos aguarda. 
O papel em branco da informação é sempre ocupado pelas velhas mazelas, parecidas com a repetição de desgraças antigas. 
Não digerimos ainda o desmonte da Petrobras, e já se anuncia o próximo escândalo de dimensões maiores no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). 
É a malversação do dinheiro público. 
Difícil um ser animal, dito racional, não se indignar com o covarde ataque a uma escola no Paquistão onde mais de uma centena de crianças foram mortas. 
“Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos”. Winston Churchill. 
A imbecilidade de atrocidades cometidas em nome da religião é um horrendo crime contra a humanidade. 
O pior é que a nossa população, diante dessa verdadeira guerra mundial, aceita com desdém, e até com certa naturalidade, essas condutas, que já foram incorporadas ao nosso dia a dia. 
Como dizia Abraham Lincoln, “no final, não são os anos da vida que contam, mas a vida que há nos anos”. 
Como sou alguém que gosta de se comunicar com os meus semelhantes, confesso a difícil tarefa de tentar, desesperadamente, falar de coisas boas para todos. 
Parece que, de bom mesmo nesse final de ano, foi só a perspectiva de rompimento do bloqueio econômico e emocional entre Cuba e Estados Unidos. 
Afinal temos algo que parece vai dar certo em algum lugar do mundo. 
Assim esperamos. 

Nenhum comentário: