Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Reforma política, por Gabriel Novis Neves

22 de jun de 2015

Reforma política, por Gabriel Novis Neves


Reforma política 
Perguntaram ao Presidente Obama quando os Estados Unidos da América do Norte levantariam o embargue econômico a Cuba já que agora o país caribenho é amigo. 
Ele respondeu, diplomaticamente, que tal fato histórico só será possível quando os democratas tiverem maioria no Congresso Americano. 
Assim funciona a política em países democráticos do primeiro mundo. Existe uma ideologia partidária que é respeitada. 
Aqui na terrinha todo inicio de governo fala-se e muito na necessidade de uma profunda reforma política para o Brasil se desenvolver. 
Mensagens são encaminhadas ao Congresso Nacional e todos os seus membros são fanáticos defensores da tão esperada reforma. 
Na hora da votação secreta predomina o espírito conservador e fica tudo como antes e, às vezes, até pior.  
Interessante a incoerência dos nossos partidos nessas ocasiões. 
Muda-se de posição com a maior naturalidade, dando margens para que o eleitor mais atento pense que votações no Congresso tem sempre um preço. 
O que antes era uma contribuição à modernização e ao desenvolvimento do país, agora é atraso. 
Em compensação, aqueles que antigamente eram contrários a tais medidas por serem maléficas ao nosso país, agora são os seus mais ferrenhos defensores. 
O resultado é que continuamos com o modelo político “toma-lá-dá-cá”. Devotos ferrenhos de São Francisco confessam que é dando que se recebe. 
Como quem tem a chave do Tesouro é o governo, este faz e desfaz das nossas frágeis e promíscuas instituições. 
Temos de cuidar com urgência do nosso futuro como nação desenvolvida e competitiva. 
Precisamos reformar a mentalidade de muitos de nossos políticos, que só enxergam os seus umbigos e ignoram os grandes interesses nacionais. 

Nenhum comentário: