Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Viagens terapêuticas, por Gabriel Novis Neves

14 de jul de 2015

Viagens terapêuticas, por Gabriel Novis Neves


Viagens terapêuticas 

Os médicos costumam receitar a certos pacientes uma viagem de cunho terapêutico como forma de auxiliá-los a se desligar dos problemas afligentes do dia a dia. 
Além do descanso mental, o viajante enriquece seus conhecimentos e, se não for alienado, melhora a sua cultura. 
Observo que os políticos de nações em crise procuram sempre um encontro com o homem mais poderoso do mundo (Obama) para demonstrar ao seu povo o quanto são respeitados no exterior. 
Tudo isso seria até aceitável se, na prática, alguma das reivindicações dos visitantes fossem atendidas. 
O que impressiona é a grandiosidade das nossas delegações, sempre bem maior que de outros países. 
Em avião moderno e luxuoso, pago pelo povo brasileiro, uma grande comitiva - formada pela presidente, assessores, ministros e empresários - fica, inicialmente, hospedada num dos hotéis mais sofisticados de Nova York. 
A seguir se dirige a Washington para o ato cinematográfico do encontro com o Presidente na Casa Branca – símbolo do poder no planeta. 
Total falta de sensibilidade num momento em que 56% da população brasileira estão endividadas. 
Para finalizar a “turnê da crise”, uma visita até São Francisco para visitar universidades, nos informa a mídia da comitiva. 
Falta o mínimo de pudor aos nossos governantes com tamanho esbanjamento de dinheiro da nossa sofrida população trabalhadora. 
Nada será resolvido, apenas, montado um cenário na terra do Tio Sam para abafar os escândalos que sufocam nosso país com crises financeiras e políticas. 
O capitalismo é selvagem e nada será concedido gratuitamente ao Brasil além das fotos oficiais nos jardins da residência do Presidente do Império Capitalista. 
Diariamente, Obama recebe chefes de Estado do mundo inteiro pedindo ajuda. Ele nada decide emocionalmente. 
Nossa turma com certeza voltará contando inúmeras conquistas deste passeio proveitoso. 
Muitos estão comparando essa visita ao Baile da Ilha Fiscal.  
E os bilhões de dólares que os chineses iriam investir aqui?  
Alguém sabe informar como estão os projetos estruturais, especialmente os da ferrovia transoceânica que muito nos interessa?  
Está parecendo um novo VLT*. 

* de Cuiabá

Nenhum comentário: