Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Medo burocrático, por Gabriel Novis Neves

21 de set de 2015

Medo burocrático, por Gabriel Novis Neves

Medo burocrático 
Não é mais segredo para ninguém que o nosso país é um dos mais corruptos do planeta Terra. 
Como medida de “proteção” a esta criminosa sangria dos recursos dos cofres públicos, os governos (federal, estaduais e municipais) criaram um verdadeiro arsenal de leis, decretos, regimentos, normas e etc. para conter o avanço insaciável de certos agentes públicos e políticos ao nosso erário.  
Pessoas de bem só aceitam um cargo público importante se tiver a liberdade de trazer a sua equipe técnica de confiança para opinar, auditar e cuidar dos atos assinados pelo cidadão no exercício da sua função pública. 
Temos inúmeras instituições e órgãos oficiais em condições de desempenhar essa tarefa com eficiência e probidade. No entanto, perdem, muitas vezes, a credibilidade por falta de condições políticas. 
Hoje, famosos profissionais liberais são contratados, e muito bem pagos, para “proteger” esta ou aquela autoridade que deseja desempenhar o seu dever de cidadão e retornar ao seu escritório com a consciência do dever cumprido, sem aborrecimentos posteriores com os órgãos de fiscalização e repressão.  
A “defesa” do nosso governo é ampla e conhecedora da rotina burocrática, mas, mesmo assim, os ocupantes de altos cargos públicos não abrem mão de um “anjo da guarda” fora dos quadros funcionais. 
Isso é muito mal para uma nação, especialmente para as que estão em crise, porque impede decisões importantes e rápidas. 
A cautela exige, para um futuro tranquilo, um período de espera burocrática. 
Estamos no último quadrimestre do ano e a fotografia do governo é essa. 
Segurança total nos processos os mais diversos possíveis, e retrocesso nas decisões. 
O medo de enfrentar a burocracia, também, está nos devorando.

Nenhum comentário: