Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Curso de Medicina em Uruguaiana tem data de matrícula alterada!

3 de fev de 2017

Curso de Medicina em Uruguaiana tem data de matrícula alterada!

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa) divulgou nesta sexta-feira, 03, as normas que irão coordenar o novo processo seletivo para o curso de Medicina, oferecido no Campus Uruguaiana. O edital completo deve ser divulgado em breve, assim como o cronograma com os novos períodos de inscrições e matrículas. As matrículas para o curso de Medicina, que seriam realizadas nos dias 03, 06, 07 e 08 de fevereiro, foram suspensas após uma determinação da Justiça Federal expedida ontem, 02. Os estudantes que já efetuaram a sua inscrição através do Sistema de Seleção Unificado (Sisu) não precisarão refazê-la, pois concorrerão automaticamente.
O novo período de inscrição será oferecido apenas para os candidatos que concluíram o ensino médio ou residem há três anos, no mínimo, nos 28 municípios que passaram a fazer parte do Instrumento de Inclusão Regional válido para o curso de Medicina, através da Resolução nº 166 do Conselho Universitário da Unipampa.
Os municípios gaúchos de abrangência do Instrumento de Inclusão Regional, que valerão para este processo seletivo, são: Aceguá, Amaral Ferrador, Arroio do Padre, Arroio Grande, Candiota, Canguçu, Capão do Leão, Cerrito, Chuí, Cristal, Encruzilhada do Sul, Garrunchos, Herval, Hulha Negra, Lavras do Sul, Morro Redondo, Pedras Altas, Pedro Osório, Pelotas, Pinheiro Machado, Piratini, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Santana da Boa Vista, São Francisco e São José do Norte.
Serão abertas 29 vagas neste novo processo seletivo, correspondente à ampla concorrência. Para o percentual destinado às políticas de reservas de vagas seguem valendo as mesmas regras do Edital nº 22 que rege o Processo Seletivo 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Instrumento de Inclusão Regional
O Instrumento de Inclusão Regional é válido apenas para o curso de Medicina, ofertado pelo Campus Uruguaiana. Com ele, o candidato terá um acréscimo de 20% na nota obtida no Enem, em 2016, se tiver cursado todo o ensino médio em escolas regulares e presenciais dos municípios das mesorregiões Sudoeste e Sudeste do Rio Grande do Sul. Aqueles que concluíram o ensino médio através do Enem, exame supletivo ou equivalente, deverão comprovar residência em algum dos municípios de abrangência do Instrumento nos três primeiros anos que antecedem a sua candidatura ao curso de Medicina.



Nenhum comentário: