Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Nova dose de drágeas do Dr. Rossi - verdades que parecem mentiras

23 de fev de 2017

Nova dose de drágeas do Dr. Rossi - verdades que parecem mentiras

As Drágeas Milagrosas do Dr. Rossi

By Athanagildo Rossi 


Com chapéu alheio

Analfabeto funcional metido a historiador, um dos maiores “espanta rodas” da cidade, anda perseguindo políticos locais atrás de patrocínio para sua nova “obra”. De dois em dois anos a figura “comete” um novo livro com dinheiro alheio, muitas vezes público.

Depósito

A Prefeitura Municipal deveria destacar um lugar para abrigar todos os seus “coelhos negros” – aqueles que nem mágico consegue fazer trabalhar. Com tantos prédios desapropriados – e não pagos – por um ex-prefeito, não deve ser difícil achar um depósito para tais inutilidades.

Somzão

Num flagrante desrespeito ao artigo 42 da Lei Federal das Contravenções Penais (Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941), e à Lei Complementar Municipal de n.º 001/2015, que dispõe sobre o Código Municipal do Meio Ambiente de Uruguaiana, artigo 81, carros de som com publicidade comercial continuam assolando o centro da cidade, ignorando que ali estão localizadas a Catedral, a Biblioteca, o Centro Cultural, o Teatro Municipal além da própria sede da Prefeitura. Denúncias de barulho excessivo podem ser feitas em qualquer delegacia de polícia, e caso não surjam efeito, pode-se apelar para o Ministério Público.

Telhados

Uma das curiosidades dos prédios públicos de nossa cidade é que todos parecem ter telhado de vidro, apesar de a maioria possuir telhado de zinco. Basta uma garoa para que as goteiras apareçam. Quando a chuva é mais forte, vem a inundação. Entra governo e sai governo, vem reforma e sai reforma e o problema continua.

Coiotes

Grupo de coiotes segue uivando nass redes sociais pela iminente perda da “toca” bancada com dinheiro público.

Mordedor

Fiscal “mordedor” se deu mal ao tentar o bote em um bar local, nas proximidades da beira do rio. Depois de ameaçar com multa por conta de umas mesinhas na calçada, sentou e fez seu pedido, de cerveja e bóia. Depois, quis pendurar a despesa por conta do “perdão” da multa. O dono não topou. Levou a multa e registrou queixa contra o safado.

Gato e Cachorro

Locutores de uma rádio local semiclandestina chamam a atenção num programa que compartilham pelas brigas ao vivo e a cores.

Nenhum comentário: