Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: SDAERGS promovendo ferramentas para profissionais da categoria

27 de ago de 2017

SDAERGS promovendo ferramentas para profissionais da categoria

HABILITAÇÃO PARA DESPACHANTE ADUANEIRO E OPERADOR ECONÔMICO AUTORIZADO TERÁ ALTERAÇÃO EM SEU PROCESSO AVALIATIVO

FEADUANEIROS deve firmar convênio com a Receita Federal do Brasil para implantação de cursos de qualificação profissional para Despachantes Aduaneiros e Operador Econômico Autorizado, com provas substituindo atual exame de qualificação técnica.

A FEADUANEIROS e a Receita Federal do Brasil, através da Subsecretaria de Aduana e Relações Internacionais, estão finalizando as tratativas para firmar o convênio que retoma os Cursos de Qualificação Profissional de Despachante Aduaneiro e Ajudante, visando oportunizar uma padronização básica técnica e atualização de conteúdos, considerados como essenciais para a prática e o desenvolvimento das atividades do profissional despachante aduaneiro.

 O projeto vem sendo discutido já algum tempo pelos representantes das entidades e a Receita Federal, prevê a própria receita como responsável pela coordenação institucional e pedagógica dos cursos. Para a FEADUNEIROS, caberá, assumir a administração, a realização e a promoção dos cursos, com o apoio técnico logístico de seus Sindicatos regionais.
Estão previstos dois cursos: um para Despachantes Aduaneiros que buscam a habilitação para Operador Econômico Autorizado (OEA) e outro para Ajudantes que visam a habilitação para Despachantes Aduaneiros, cujas provas substituirão a exigência do Exame de Qualificação Técnica, realizados atualmente pela ESAF.

Para o Presidente do Sdaergs, Lauri Kotz, a mudança no processo de habilitação para Despachantes Aduaneiros e para OEA é uma vitória alcançada pela categoria, “há muito víamos dialogando com a Receita Federal do Brasil em busca dessa mudança na formatação da qualificação técnica, a partir dessas alterações, entendemos que os profissionais interessados terão um acesso mais democrático e dinâmico, através do curso EAD, além de poder se qualificar ainda mais para o mercado de trabalho” considerou o Presidente.

Observam, por importante, que estes cursos serão optativos, não obrigatórios, justificando a permanência do Exame de Qualificação Técnica para quem optar por não fazê-los. 
A modalidade definida para a realização dos cursos será pelo método de Ensino a Distância (EAD) para que possam cumprir as suas missões de estarem disponíveis para todos os profissionais Despachantes Aduaneiros e Ajudantes, em todo o território nacional, tendo sua implantação prevista para março de 2018.
Studio na Colab55

Nenhum comentário: