Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Prioridades, por Gabriel Novis Neves

11 de mai de 2015

Prioridades, por Gabriel Novis Neves

Prioridades 
Com a eficiência da Polícia Federal e a obsessão de um jovem juiz do Paraná em fazer cumprir as leis deste país, mesmo enfrentando os poderosos do poder político e econômico, o governo terá de decidir como empregar seus parcos recursos orçamentários: se na construção de escolas ou na de presídios. 
Pelo andar da carruagem, e segundo analistas competentes, as operações para recuperar os bilhões de reais surrupiados da Petrobras – só para citar um exemplo - significa a necessidade de mais cadeias. 
Estas já estão superlotadas e o trabalho, de acordo com os especialistas em direito penal, está apenas iniciando.  
Por sua vez, os crimes contra a pessoa humana não dão folga. A cada dia mais ilícitos são cometidos contra a sociedade. 
Esses criminosos ficam amontoados em celas consideradas desumanas pelos organismos internacionais de defesa da dignidade humana.  
Os grandes delinquentes de nível universitário, que tanto mal fazem ao país pela grandiosidade dos seus delitos, têm direito a acomodações especiais, como o pessoal do mensalão.
Sendo assim, acredito que a prioridade do governo popular da ‘Pátria Educadora’ será a construção de presídios para portadores de delinquência de nível superior. 

Só de deputados federais, na lista não atualizada,  são cinquenta e dois. 
Um Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) em entrevista a Veja disse “que quem roubou a Petrobras foram os grandes empresários brasileiros responsáveis, portanto, por penas maiores que seus auxiliares funcionários da Petrobras e supostos políticos”. 
O Ministério da Educação vai ter mesmo de dar prioridade às construções de modernos presídios ao estilo europeu, respeitando os direitos humanos surripiados dos ladrões de galinha que superlotam nossas cadeias. 
Chega a ser hilária a nossa situação política, onde o faz de conta é a ideologia dominante neste país da fantasia.

Nenhum comentário: