Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: É possível, por Gabriel Novis Neves

8 de nov de 2015

É possível, por Gabriel Novis Neves



É possível? 

Hoje vivemos uma incerteza angustiante. Saber quem vai perder o cargo primeiro - se a Presidente da República, se o Presidente da Câmara dos Deputados ou se o Ministro da Fazenda. 
Esta dúvida acarreta um desânimo muito grande em todos aqueles que trabalham e pagam impostos exorbitantes. 
Políticos profissionais palpiteiros, mas com um bom cacife, só pensam em tirar do governo o ministro de uma pasta iminentemente técnica, que é a Fazenda, e colocar em seu lugar um irresponsável comprometido com políticas públicas, que visam, unicamente, o poder, e não, a solução da grave crise financeira que nos atinge. 
O grandalhão do Bradesco vive na corda bamba assistindo seus planos de reajuste fiscal e contenção de despesas inúteis irem por água abaixo. 
A palavra da presidente, garantindo a permanência do seu ministro da Fazenda, não vale nada, pois, de há muito terceirizou o poder para não ser cassada, e a política está comandando a economia, e não, o contrário. 
Com isso, o país vive um desânimo que, segundo estudiosos no assunto, se deve mais à ausência de perspectiva política que econômica. 
Como consequência, os hotéis estão com leitos ociosos, os restaurantes vazios, sendo que muitos estão pedindo concordata ou fechando mais cedo por falta de frequentadores. 
Parece que ninguém mais está saindo à noite para se encontrar ou comemorar. 
A falta de dinheiro é um fator importante, mas o desânimo da população é maior.
Só os ricos e milionários ainda não foram acometidos desse mal, não tendo sido necessário mudar os seus hábitos – por enquanto. 
É indiscutível a crise da falta de ânimo que tomou conta deste país da corrupção, do desemprego e da violência. 
Não é mais possível viver nessa gangorra!   
Enquanto isso, a nação está arrecadando menos impostos devido a recessão, produzindo menos riquezas, seu povo sofrendo e perdendo sua autoestima. 
Vamos reagir minha gente! 
Não deixe para amanhã, o que você pode fazer hoje - diz o sábio e antigo ditado popular. 
Tem de ser encontrada uma solução para ressuscitar este gigante adormecido! 
Continuar assim? Não é possível! 

Nenhum comentário: