Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Velhice premiada, por Gabriel Novis Neves

25 de dez de 2015

Velhice premiada, por Gabriel Novis Neves

Velhice premiada 
Fiquei fascinado com a entrevista de um dos mais consagrados intelectuais do Ocidente, prestes a completar 90 anos, o Dr. Zygmunt Bauman que, com a sua inteligência e brilhantismo, a todos encantou em sua recente passagem pelo Brasil. 
Nascido na Polônia foi vítima dos efeitos do estalinismo e do antissemitismo.  Morou na União Soviética e vivenciou os horrores da Segunda Guerra Mundial até que, com seus mais de cinquenta livros publicados, ser considerado uma das mentes mais brilhantes da nossa época. 
Seu tema mais discutido no momento é “A Fluidez do Mundo Líquido”. 
Ele nomeia de interregno “essa fase difícil pela qual passa a humanidade, em que os valores arcaicos do século passado foram todos superados sem que novas práticas de condutas político partidárias, econômicas, educacionais, sociais e até mesmo interpessoais tenham se estabelecido na sociedade”. 
Resumindo, uma nova ordem mundial, ainda engatinhando, deverá substituir outra, antiga, já obsoleta. Isso é o que tanto diferencia o século XX do atual século XXI. 
O Dr. Bauman, com a sua lucidez e discernimento, é um exemplo de que a sociedade nem sempre condena os mais idosos ao abandono e à indiferença. 
Trata-se de uma velhice premiada!  Aconselho a todas as mentes mais aguçadas a se interessarem pela bela entrevista do Dr. Bauman feita pelo jornalista Marcelo Lins através do programa Milênio, do canal Globo News.

Nenhum comentário: