Mostre-me um exemplo TRIBUNA DE URUGUAIANA: Saúde pública, por Gabriel Novis Neves

11 de set de 2015

Saúde pública, por Gabriel Novis Neves

Saúde pública 
No Brasil a saúde pública vai de mal a pior. Há décadas essa frase faz parte da realidade de todos os brasileiros, embora eles tenham, constitucionalmente, todo o direito a usufruir do Sistema Único de Saúde (SUS) com qualidade e amor na assistência. 
Quem é o responsável por esse humilhante estado de coisas, com pacientes enfrentando quilométricas filas para uma simples consulta médica, quando não empilhados nos corredores dos hospitais do sistema? 
São múltiplas as respostas, porém, uma delas é a mais usual - a corrupção. 
Embrenhada nas negociatas, fraudes e desvios dos parcos recursos destinados ao SUS, não há punições para os que descumprem as regras acordadas previamente. 
Precisamos mudar o foco para os resultados da qualidade de assistência ofertada ao paciente. 
Cuidar da correta aplicação do dinheiro público é pré-requisito para uma saúde aceitável aos que procuram o SUS. 
Além de transparentes e republicanas licitações, contratos e convênios não poderão ser inflados pela ganância do enriquecimento ilícito. Gestores e fiscais têm de fiscalizar também o grau de qualidade prestado no atendimento da população sofrida. 
É imprescindível tratar com respeito e dignidade os profissionais de saúde, oferecendo-lhes condições dignas de trabalho e salário. 
Rever os planos de carreira com incentivos de desempenho para que os executores da mais humana das profissões sintam-se motivados a superar os seus próprios limites, e assim, investir na carreira pública como meta de vida. 
O modelo atual imobiliza a administração pública. 
O SUS precisa ser reinventado para oferecer serviços de qualidade para pacientes e familiares, bem como coibir a corrupção que assola metastaticamente este país.

Nenhum comentário: